Sendo um influenciador você ajuda a melhorar o mundo

A situação em que o Brasil se encontra hoje, pode ser um bom motivo para começar um home office, não acha? Além disto, o dólar está em alta, então, por que não aproveitar a oportunidade?

 O investimento é zero, você distrai sua mente, esquece um pouco do caos em que estamos vivendo, aprende muito e ainda ganha dinheiro.

Quer saber como ganhar dinheiro na internetEntão continue a leitura.

Há alguns anos atrás, com uma certa mudança na minha rotina, precisei buscar uma alternativa para complementar a renda familiar.

O filho foi para a faculdade em outra cidade e a felicidade era tão grande quanto a apreensão. E agora?

Nesta época, eu vivia fazendo um “bico” aqui e outro ali, aliás, sempre tive que fazer malabarismo para conseguir viver com o salário de funcionária pública municipal.

Quando eu mais precisei de uma renda extra, comecei a procurar pela internet e fui testando vários tipos de trabalho.

Passei meses pesquisando e testando, errando, acertando, quebrando a cara e aprendendo. Até que encontrei um que realmente funciona.

Hoje, tenho outras fontes de renda online que complementam meu orçamento (falaremos em outra matéria), mas neste artigo vamos abordar a primeira que conheci e com a qual trabalho até hoje.

Pesquisas Remuneradas

Para quem ainda não conhece, trata-se de um trabalho de pesquisa de mercado, no qual nós somos os influenciadores.

Pesquisas de mercado são feitas no intuito de colher informações dos consumidores a respeito de produtos e serviços, com a finalidade de saber exatamente o que deve ser (ou não) melhorado ou modificado.

As grandes empresas, antes de lançar um produto no mercado, investem nessas pesquisas, utilizando uma parte de seu capital para pagar sites que realizam este trabalho.

Esta medida é essencial para que não corram o risco de lançar um produto que não agrade o consumidor e com isto, encalhe nas prateleiras e por consequência, se perca milhões.

Então estes sites nos enviam as pesquisas, analisam nosso perfil de acordo com as perguntas de triagem e, se tivermos o perfil que eles precisam, continuamos até concluirmos.

Apenas um morador da casa com idade a partir de 16 anos pode responder às pesquisas

O que é preciso para trabalhar com pesquisas remuneradas?

  1. Computador (alguns sites aceitam pesquisas em celular)
  2. Boa conexão de internet
  3. Tempo disponível
  4. Paciência

Como ser qualificado em uma pesquisa?

Para ser qualificado e ter acesso ao inquérito, você precisa fazer parte do público-alvo. Uma empresa de sabão em pó não vai querer sua opinião, se você tiver 16 anos de idade, por exemplo.

Da mesma forma que uma empresa de tecnologia talvez não queira saber da opinião de uma senhora de 70 anos.

Se o assunto for sobre maquiagem, esmaltes, cosméticos as chances de um homem ser desqualificado é grande.

Então, o que você precisa fazer para ser qualificado, é fazer parte do público-alvo que eles procuram.

Outra coisa muito importante:

O alvo das grandes empresas são os consumidores em potencial, portanto, se você quer ser qualificado nas pesquisas, seja um deles.

Quem tem mais chances de ser qualificado?

  1. Quem mora em grandes cidades

Consumidores que moram no interior, zona rural ou pequenas cidades, muitas vezes não tem acesso à tecnologia, alguns produtos, serviços, teatro, cinema, etc., então, dependendo do tema da pesquisa, estes serão desqualificados tão logo se identifiquem.

2- Quem tem maior grau de escolaridade

Obviamente querem ouvir pessoas mais instruídas, então se você marcar que tem no mínimo o ensino médio, as chances aumentam.

3- Quem está em idade produtiva.

 As empresas entendem que jovens e idosos não são consumistas, não tanto quanto você que está em plena idade produtiva, então, se marcar que é idoso, jovem demais, desempregado, autônomo e etc. provavelmente será desclassificado (salvo em alguns casos)

4- Quem está empregado (preferência horário integral)

Pelo mesmo motivo acima; empresas querem consumidores em potencial. Se você não produz, não tem dinheiro para comprar seus produtos, consequentemente, te desqualificarão.

5- Quem possui o máximo de eletrodomésticos, eletrônicos e tecnologia em casa

Nas perguntas de triagem geralmente você terá que marcar itens que tem em casa. Quanto mais tiver, mais chances de ser aprovado.

6- Quem tem uma renda razoável

Neste caso, cuidado. Se a sua renda for muito baixa ou inexistente, você tem poucas (ou nenhuma) chances. Se exagerar, também corre o risco de não passar, portanto, seja coerente.

Como concluir a pesquisa?

Se você passou pela triagem é porque tem o perfil necessário, mas ao longo da pesquisa, irá se deparar com outras perguntas que podem gerar mais dúvidas.

É preciso estar atento para pescar de antemão o que aquela empresa está buscando e isto não é difícil.

Por exemplo: se te perguntam se você tem um carro, logicamente a pesquisa é sobre carros, então, se você não tem, você não serve.

Se te perguntam se tem filhos morando com você, é bem provável que a pesquisa seja sobre fraldas, filmes infantis, viagem a Disney.

Se perguntam se você usa algum produto ou serviço, logicamente a pesquisa é sobre isto, do contrário, por qual motivo perguntariam?

Então, as respostas devem ser sempre positivas ok?

Outra coisa, se perguntarem se você ou alguém da sua família trabalha em determinado setor, a resposta será sempre não.

Quando fazem esta pergunta, é porque o assunto é relacionado àquele tema e de certa forma, aqueles setores poderão influenciar na resposta.

Trabalhe sem investimento e de onde estiver

Qual o valor das pesquisas?

Cada site tem suas regras e valores. A maioria paga em dólar e o pagamento é feito direto na sua conta paypal. Se você ainda não tem, crie a sua clicando aqui. Os valores de cada pesquisa podem variar; alguns sites pagam em dólar, outros em pontos (que se converterão em dólar depois).

Tudo isso é acumulado no seu saldo até atingir um valor mínimo, que também varia de acordo com cada site.

Quando você atinge este valor, é só pedir o resgate para a paypal e de lá, para sua conta bancária.

 Quais sites de pesquisa são confiáveis?

Quando eu comecei, não sabia exatamente em quais sites apostar, mas resolvi ir com a cara e a coragem, afinal, “quem não arrisca, não petisca”, não é?

Naquela época, não tive ajuda alguma, era só eu, com a minha curiosidade e persistência. Hoje, vocês estão pegando tudo mastigado.

Como mencionei anteriormente, tive que quebrar a cara algumas vezes, pois tem muito site desonesto por aí, mas com o passar do tempo, consegui separar o joio do trigo.

Aí vão alguns dos sites com os quais eu já trabalhei ou trabalho, todos testados e aprovados.

  1. Superpay: Valor mínimo para resgate: 1 dólar. Escolha sacar pelo paypal o pagamento é instantâneo, ou seja, você recebe na hora!
  2. Youopnion – Valor mínimo para saque: 5 reais, youopnion é um site brasileiro em paga em reais, existem muitas pesquisas fáceis de fazer que não reprova,
  3. Ysense – Valor mínimo para resgate: 10 dólares. Existem diversas formas de saque, mais aconselho escolher o paypal, o pagamento leva até 7 dias para entrar em sua conta do paypal, mais depois você pode fazer um pix para sua conta bancaria.
A sua opinião é muito importante! Alguém quer ouvi-la!

Conclusão

É importante estar ciente que não existe dinheiro fácil. Se alguém te oferecer um jeito de ganhar dinheiro sem trabalhar, desconfie.

A grande maioria das pessoas se empolga no início, mas desistem no meio do caminho, pois como todo trabalho, é preciso dedicação.

A disciplina também é fundamental para ter bons resultados. Muita gente não consegue produzir por estar na própria casa.

Para conseguir renda extra online é preciso muita disciplina. Você precisa levar a sério e programar um horário para trabalhar.

Outras dicas que podem ajudar:

  1. Tenha paciência, se não for qualificado uma vez, tente outra e outra, não desista;
  2. Não espere os e-mails chegarem, entre direto nos sites e em horários diferentes, pois as pesquisas expiram quando atingem um certo número de participações;
  3. Deixe o saldo no site e resgate quando o dólar estiver em alta;
  4. Divulgue os links para outras pessoas – cada site tem o seu link de divulgação. Enviando para outros, você ganha comissão ou pontos de cada membro que participar dos sites;
  5. Trabalhe no máximo de sites possíveis para que os seus ganhos aumentem;

Existem muitos outros sites confiáveis e agora que você já conhece o trabalho, pode se aventurar por aí e escolher os que achar melhor.

Os seus ganhos dependerão do seu tempo disponível, esforço e dedicação. E boa sorte no seu novo empreendimento!

Se gostou deste conteúdo deixe um comentário!

Sobre o Autor

Débora Cruz
Débora Cruz

Fascinada pelo mundo da leitura e da escrita, desde criança os livros eram meus brinquedos preferidos. Sempre buscando fontes de conhecimento, descobri o Marketing Digital e me especializei em Marketing de Conteúdo e Produção de Conteúdo para Web. Escrever de forma simples, clara e objetiva para qualquer perfil de leitor é o meu desafio. Além de Redatora Web, sou funcionária pública no setor contábil e faço faculdade de MARKETING DIGITAL.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.