Cresce numero de pessoas que usam dinheiro em espécie no Brasil

Latest NewsNewsPopular NewsRecent News
Cresce numero de pessoas que usam dinheiro em espécie no Brasil
Cresce numero de pessoas que usam dinheiro em espécie no Brasil

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, encomendada pela TecBan, empresa dona da rede de caixas automáticos Banco24Horas, revelou que o uso de dinheiro em espécie no Brasil cresceu em 2023. De acordo com o levantamento, 54% dos brasileiros conectados à internet disseram que o saque é uma das principais operações realizadas cotidianamente. Esse número representa um crescimento de 12 pontos percentuais em comparação à pesquisa realizada em agosto do ano passado.

Motivos para o aumento do uso de dinheiro em espécie

A pesquisa identificou alguns motivos para o aumento do uso de dinheiro em espécie no Brasil. Entre eles, destacam-se:

  • Insegurança com as tecnologias de pagamento: 69% dos entrevistados disseram que não conseguiram fazer alguma transação por instabilidade da internet e 60% não conseguiram fazer falha de conexão com o banco.
  • Preocupação com a segurança: 85% dos entrevistados têm mais medo de ter o celular roubado do que a carteira. Outras preocupações dos entrevistados são: ter o celular furtado ou roubado e ter o dinheiro retirado da conta via transferência instantânea (65%), ter dados vazados na internet (64%), ser vítima de golpe ou fraude financeira que utilize a transferência instantânea para retirar o dinheiro da conta (62%), ter o cartão de crédito clonado após uma compra online (61%), ter os dados do cartão utilizados para fazer compras sem autorização (61%), ter o cartão de crédito clonado após uma compra física (60%), ser forçado a fazer transferência (56%) e pagar um boleto falso (golpe) (51%).
  • Preferencia por locais que só aceitam dinheiro: 22% dos entrevistados disseram que há lugares que só aceitam dinheiro.

Os resultados da pesquisa sugerem que o uso de dinheiro em espécie no Brasil deve continuar crescendo nos próximos anos. Isso ocorre, principalmente, devido à insegurança com as tecnologias de pagamento e à preocupação com a segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *