Inflação deve fechar o ano em 4,6%, diz Banco Central

Inflação deve fechar o ano em 4,6%, diz Banco Central
Inflação deve fechar o ano em 4,6%, diz Banco Central

A inflação do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve fechar o ano em 4,6%, segundo projeção do Banco Central (BC). A meta de inflação para este ano é de 3,25%, podendo oscilar entre 1,75% e 4,75%.

A projeção do BC representa uma redução de 0,4 ponto percentual em relação à estimativa divulgada no relatório anterior, de 5,0%. A redução reflete, principalmente, a queda nos preços dos combustíveis, que tiveram uma redução de 15% em média desde o início do ano.

O BC também revisou a previsão do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país) aumentando de 2,9% para 3%, este ano. Para 2024, a previsão passou de 1,8% para 1,7%.

O BC avalia que o ambiente externo segue volátil, com movimentos expressivos das taxas de juros de prazos mais longos nos Estados Unidos, primeiramente subindo e mais recentemente recuando e com os núcleos de inflação permanecendo em níveis elevados em diversos países.

No cenário doméstico, a perspectiva é de um arrefecimento no crescimento no terceiro trimestre, com crescimento de 0,1%, após forte alta no trimestre anterior. Mesmo assim, o banco destacou que esse crescimento foi ligeiramente maior que o esperado.

“Destaca-se a alta do consumo das famílias, especialmente de serviços e bens de consumo não duráveis. Por outro lado, os investimentos têm recuado há quatro trimestres. A balança comercial deve apresentar saldo recorde em 2023, contribuindo para déficit em transações correntes moderado”, diz o relatório.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *