Pix impulsiona inclusão financeira e gera oportunidades para bancos

Pix impulsiona inclusão financeira e gera oportunidades para bancos
Pix impulsiona inclusão financeira e gera oportunidades para bancos

O Pix, meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, completou dois anos em novembro de 2023 e já se tornou um dos principais métodos de pagamento no Brasil.

Em pouco tempo, o Pix ajudou a acelerar a inclusão financeira, permitindo que milhões de pessoas que não tinham conta em banco passassem a realizar pagamentos e transferências de forma rápida e segura.

Segundo um estudo da fintech de pagamentos EBANX, 62% dos usuários do Pix no Brasil são consumidores online de primeira viagem. Isso significa que o Pix ajudou a trazer para o e-commerce pessoas que antes não faziam compras pela internet.

Essa inclusão financeira também tem gerado oportunidades para os bancos. As instituições financeiras que oferecem o Pix estão atraindo uma nova base de clientes, que estão mais propensos a abrir contas correntes e utilizar outros produtos e serviços bancários.

Um exemplo disso é o Banco Inter, que registrou um crescimento de 40% em sua base de clientes em 2023. O banco atribui esse crescimento, em parte, ao sucesso do Pix, que é oferecido de forma gratuita aos clientes do Inter.

Outro exemplo é o Nubank, que também registrou um crescimento expressivo em sua base de clientes em 2023.

O banco afirma que o Pix foi um dos principais fatores que contribuíram para esse crescimento, pois permitiu que o Nubank oferecesse um serviço de pagamentos instantâneos simples e acessível.

O Pix é uma ferramenta que tem o potencial de transformar o sistema financeiro brasileiro. O meio de pagamento instantâneo está impulsionando a inclusão financeira e gerando oportunidades para os bancos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *